Fale Conosco+55 (49) 99804-4550
Postado em 10 de Agosto de 2020 às 13h34

PAPO DE PROFISSA: Você sabe o que é Baropodometria?

Saúde (22)
  • Vidas Corridas -

Você já ouviu falar? Conhece a importância dela para o corredor?

O corpo humano é uma estrutura de alta complexidade, semelhante a uma edificação. Em nosso conjunto de sustentação, temos músculos, tendões, fáscias, ligamentos e ossos. E assim como um prédio, ao ser construído em uma base instável, é considerado uma ameaça, a discrepância e sobrecarga na pisada também podem gerar graves problemas ao nosso corpo. Prova disso é que 80% da população apresenta problemas nos pés. 

Sabendo disso, entendemos o quão importante é cuidar dos nossos pés. E a avaliação por meio da baropodometria veio justamente para nos ajudar a detectar possíveis alterações nos pés que levam a dores e/ou disfunções no próprio pé, ou joelhos, quadris, coluna ou outra região do nosso corpo. 

Esse método de avaliação é realizado por um fisioterapeuta capacitado, e tem como princípio mapear a pressão da superfície plantar, registrando com precisão, o comportamento da pisada e postura do indivíduo na posição estática e em movimento, além de detectar possíveis áreas de desequilíbrio, hiperpressão e instabilidade.
Por meio da realização do exame podemos prevenir inúmeras lesões, como, por exemplo: fascite plantar, esporão de calcâneo, hálux valgo (joanete), fraturas por estresse, tendinites, artroses, hérnias de disco, dores articulares e musculares crônicas, entre tantas outras lesões.

Além da prevenção de lesões, a baropodometria ajuda o fisioterapeuta a direcionar a prescrição de correção cinesiológica  para as cadeias musculares e ajuste do seu centro de equilíbrio durante a corrida. Assim como, diagnosticar o seu tipo de pisada de forma ESTÁTICA e DINÂMICA, direcionando a exercícios de correção ou confecção de palmilha caso necessário.

Ainda dentro do exame conseguimos fazer a ESTABILOMETRIA, que é  uma avaliação objetiva, permitindo analisar o  funcionamento do controle postural, diagnosticar instabilidades corporais ou isoladas como, por exemplo: centro de equilíbrio direito, centro de equilibro  esquerdo  e centro de equilíbrio corporal, encurtamento de cadeias musculares (como tríceps sural, quadríceps femoral, etc), gasto excessivo de energia para manter a postura em equilíbrio, informações preciosas para quem procura aumento do desempenho e melhora das performance na corrida.

  • Vidas Corridas -

Karen Valézio

  • Fisioterapeuta esportiva;
  • Corredora amadora há 8 anos e meio;
  • Maratonista;
  • Idealizadora da Assessoria de Corrida CORRA SEM DOR em Naviraí / MS (Presencial e On-Line).

Comentários!

Comentários

Seja o primeiro a comentar! : )

Veja também

PAPO DE PROFISSA: Saiba por que você deve fazer o exame cardiológico!17/08/20Avaliação cardiológica para a prática de exercícios Você já se perguntou se está apto e não apresenta risco cardiovascular para realizar atividade física? Você sabia que algumas doenças cardíacas genéticas evoluem de forma assintomática e apresentam a morte súbita como a primeira manifestação, principalmente em jovens (< 35 anos)? A intenção não é......
PAPO DE PROFISSA: Cuidados com os exercícios durante a quarentena!01/04/20Em tempo de Coronavírus Não há dúvidas de que o exercício traz benefícios ao funcionamento do sistema imunológico, independente da idade, se praticado numa intensidade moderada e regularmente. Cabe lembrar também que nossa......

Voltar para Blog

  • Vidas Corridas -