Fale Conosco+55 (49) 99804-4550
Postado em 10 de Agosto de 2020 às 13h34

PAPO DE PROFISSA: Você sabe o que é Baropodometria?

Saúde (24)
  • Vidas Corridas -

Você já ouviu falar? Conhece a importância dela para o corredor?

O corpo humano é uma estrutura de alta complexidade, semelhante a uma edificação. Em nosso conjunto de sustentação, temos músculos, tendões, fáscias, ligamentos e ossos. E assim como um prédio, ao ser construído em uma base instável, é considerado uma ameaça, a discrepância e sobrecarga na pisada também podem gerar graves problemas ao nosso corpo. Prova disso é que 80% da população apresenta problemas nos pés. 

Sabendo disso, entendemos o quão importante é cuidar dos nossos pés. E a avaliação por meio da baropodometria veio justamente para nos ajudar a detectar possíveis alterações nos pés que levam a dores e/ou disfunções no próprio pé, ou joelhos, quadris, coluna ou outra região do nosso corpo. 

Esse método de avaliação é realizado por um fisioterapeuta capacitado, e tem como princípio mapear a pressão da superfície plantar, registrando com precisão, o comportamento da pisada e postura do indivíduo na posição estática e em movimento, além de detectar possíveis áreas de desequilíbrio, hiperpressão e instabilidade.
Por meio da realização do exame podemos prevenir inúmeras lesões, como, por exemplo: fascite plantar, esporão de calcâneo, hálux valgo (joanete), fraturas por estresse, tendinites, artroses, hérnias de disco, dores articulares e musculares crônicas, entre tantas outras lesões.

Além da prevenção de lesões, a baropodometria ajuda o fisioterapeuta a direcionar a prescrição de correção cinesiológica  para as cadeias musculares e ajuste do seu centro de equilíbrio durante a corrida. Assim como, diagnosticar o seu tipo de pisada de forma ESTÁTICA e DINÂMICA, direcionando a exercícios de correção ou confecção de palmilha caso necessário.

Ainda dentro do exame conseguimos fazer a ESTABILOMETRIA, que é  uma avaliação objetiva, permitindo analisar o  funcionamento do controle postural, diagnosticar instabilidades corporais ou isoladas como, por exemplo: centro de equilíbrio direito, centro de equilibro  esquerdo  e centro de equilíbrio corporal, encurtamento de cadeias musculares (como tríceps sural, quadríceps femoral, etc), gasto excessivo de energia para manter a postura em equilíbrio, informações preciosas para quem procura aumento do desempenho e melhora das performance na corrida.

  • Vidas Corridas -

Karen Valézio

  • Fisioterapeuta esportiva;
  • Corredora amadora há 8 anos e meio;
  • Maratonista;
  • Idealizadora da Assessoria de Corrida CORRA SEM DOR em Naviraí / MS (Presencial e On-Line).

Comentários!

Comentários

Seja o primeiro a comentar! : )

Veja também

PAPO DE PROFISSA: Como traçar um plano para se manter motivado nos treinos?24/08/20Uma decisão, um objetivo e uma recompensa! A pesquisa do Strava, “Why we run”, (whywerun.strava.com), publicada no início deste ano, com 25 mil respondentes globalmente, identificou 4 áreas básicas de motivações dos corredores: saúde, bons hábitos, relações sociais e aspirações. Cruzar a linha de chegada foi selecionado como algo motivador por 70% dos corredores......
PAPO DE PROFISSA: O que fazer quando sentir frustração e ansiedade?22/06/20Saúde mental em períodos de estresse Olá, corredor e corredora! O que podemos fazer para manter a saúde mental durante períodos de alto estresse? Eu sei que dicas para manter uma rotina diária saudável não faltam: cuidar do sono, se alimentar bem,......
PAPO DE PROFISSA: A importância do treino em casa!25/03/20TREINO DE FORÇA Quando falamos em treino de força, rapidamente já se pensa que seria necessário levantar muitos quilos de pesos na sala de musculação, concordam!? Diria que, em algumas fases do treinamento de força, realmente......

Voltar para Blog

  • Vidas Corridas -