Fale Conosco+55 (49) 99804-4550
Postado em 30 de Outubro às 14h25

PAPO DE PROFISSA: Técnicas de execução para treinamentos de força!

  • Vidas Corridas -

Há um componente fundamental para garantia de eficiência e segurança dos exercícios físicos, mas que costuma ser desprestigiado na academia: A TÉCNICA DA EXECUÇÃO.

Os praticantes se preocupam mais com o tipo de exercício, a carga utilizada, o número de séries e repetições, mas como eles garantem que a técnica e execução está adequada? As respostas por vezes assustam: consultar o aplicativo fitness no celular, ou assistir os vídeos na internet ou mesmo só pedindo para o professor dar uma “lembrada”, do tipo: Leg Press é aquele que a gente senta e empurra o peso com as pernas, né ?

O profissional de Educação Física deve demostrar, utilizar analogias, ajustar, e dar feedback para que seu cliente tenha alguma autonomia e o movimento seja
“Limpo“, seguro e atenda o objetivo proposto.

Sempre defendi a ideia de que todo profissional que trabalha nessa área deve ser PRATICANTE regular de exercícios físicos para que sinta na própria pele todas as nuances, sensações e parâmetros de progressão envolvidos com aquela atividade.
Além de que, todos gostam de ser corrigidos e ter atenção para executar com eficiência o movimento. É muito bom se sentir cuidado por alguém que se importa com você. E junto conseguimos bons resultados e sem perda de tempo e nem causar lesões.

Já entre os motivos que os praticantes não atentam para a técnica de execução, destacamos: pressa para terminar, pouca consciência corporal, falta de supervisão profissional, equipamento ou acessório não ajustado para suas dimensões corporal e até a VAIDADE . Por incrível que pareça, algumas pessoas insistem em treinar com uma intensidade além da sua capacidade individual e adotam uma técnica sofrível, achando que assim vai impressionar alguém.

Outra situação muito frequente e que também pode comprometer os resultados de quem faz exercícios: o EXCESSO DE INFORMAÇÕES, detalhes e recomendações, acompanhadas de ameaças de lesões caso execução fuja de um padrão rígido. Essa abordagem pode provocar insegurança, dependência e medo de progredir e levar a desistir do treinamento.

Enfim, tanto a Ciência quanto a pratica diária já demonstraram que a técnica adequada de execução contínua é um dos requisitos básicos para bons resultados. Então busque uma orientação adequada, de profissionais competentes e capriche nos exercícios enfatizando: CONTROLE, AMPLITUDE, ESTABILIDADE E INTENSIDADE coerente com sua aptidão física.

BONS TREINOS!!!

  • Vidas Corridas -
  • Profª Ed. Física, Formada Faculdade Dom Bosco Brasília;
  • Pós Graduada Fisiologia, Exercício, Treinamento personalizado com corredores e amadores;
  • Profª Ciclismo Indoor;
  • Corredora amadora;
  • CREF 017728-G/SC.

Comentários!

Comentários

Seja o primeiro a comentar! : )

Veja também

PAPO DE PROFISSA: Descubra a importância de manter os quadris em equilíbrio! (duplicado)09/10Porque devemos alongar e fortalecer nossos quadris? Muitos corredores têm desequilíbrio da região do quadril e desconhecem. Você sabia que, às vezes, a dor que você sente na coluna, no joellho ou até mesmo no pé pode ser em decorrência de uma alteração na pelve (quadril)?  O quadril é o “cérebro” da corrida. Leia o texto até o final para entender......
PAPO DE PROFISSA: Exercícios na forma livre, são mais eficientes, saiba por quê?20/04A ciência comprova: exercícios na forma livre, sem uso de aparelhos, são mais eficientes. Exercícios livres são exercícios multiarticulares (exercícios que movimentam mais de uma articulação quando executados). Os exercícios livres contam com respaldo de pesquisas recentes que confirmam sua......

Voltar para Blog

  • Vidas Corridas -