Fale Conosco+55 (49) 99804-4550
Postado em 17 de Agosto às 14h32

PAPO DE PROFISSA: Saiba por que você deve fazer o exame cardiológico!

Saúde (21)
  • Vidas Corridas -

Avaliação cardiológica para a prática de exercícios

Você já se perguntou se está apto e não apresenta risco cardiovascular para realizar atividade física? Você sabia que algumas doenças cardíacas genéticas evoluem de forma assintomática e apresentam a morte súbita como a primeira manifestação, principalmente em jovens (< 35 anos)? A intenção não é gerar apreensão, mas mostrar a importância de realizar avaliação médica para a prática de exercícios, seja para esportistas, atletas amadores ou profissionais.

As Sociedades Brasileiras de Cardiologia e de Medicina do Esporte recomendam a realização de consulta especializada para TODOS OS CANDIDATOS À ATIVIDADE FÍSICA, INDEPENDENTE DA IDADE, realizando uma história clínica minuciosa e exame físico, além do eletrocardiograma de 12 derivações. A orientação de realizar eletrocardiograma em todas as avaliações segue a indicação da Sociedade Europeia, pois a Sociedade Americana não orienta a realização do exame de rotina.

O protocolo europeu é utilizado pelo Comitê Olímpico Internacional, Comitê Olímpico Italiano, FIFA e União Europeia de Futebol (UEFA). Essa orientação tem como base principal um estudo italiano, que acompanhou atletas por 25 anos (tinham de 12 a 35 anos de idade) e mostrou que a avaliação com história clínica + exame físico + eletrocardiograma se mostrou efetiva em reduzir em quase 90% a incidência anual de morte súbita nos atletas do nordeste italiano que participaram do estudo.

Na anamnese clínica, além dos sintomas, é muito importante investigar a história familiar de doença cardiovascular e morte súbita, pois essas informações podem ser a chave para a investigação dos descendentes. Algumas das doenças congênitas/genéticas que podem ser citadas são: Cardiomiopatia Hipertrófica (principal causa de morte súbita em jovens), Displasia Arritmogênica do Ventrículo Direito, síndrome do QT Longo, síndrome de Brugada, síndrome de Lenegre-Lev, síndrome de Wolff-Parkinson-White, Síndrome de Marfan, origem anômala da artéria coronária, entre outras. No Brasil, especificamente, também é importante investigar Doença de Chagas, pois ainda temos zonas endêmicas. Além de doenças sexualmente transmissíveis, como a Sífilis, que pode causar alterações aórticas.

Já nos pacientes com mais de 35-40 anos, a investigação de doença coronariana torna-se mais importante, principalmente na presença de fatores de risco, como: hipertensão, diabetes, dislipidemia, tabagismo e obesidade. Em casos individualizados e específicos, podem ser utilizados exames complementares como o teste ergométrico, ergoespirometria, ecocardiograma, Holter e ressonância magnética cardíaca.

Além das doenças cardíacas citadas, não podemos deixar de mencionar que também existem substâncias utilizadas por atletas que podem levar à morte súbita, como por exemplo: cocaína, maconha, ecstasy, esteroides anabolizantes, efedrina, anfetaminas, entre outras. E o risco pode ser muito elevado na associação dos dois fatores: doença cardíaca e uso dessas substâncias.

Importante lembrar que a avaliação não é feita somente uma vez na vida, mas de forma periódica, conforme orientação do médico. A prática de exercícios é muito importante para uma vida saudável, mas deve ser praticada com segurança e sem riscos.

  • Vidas Corridas -

Wilton César Eckert

  • Medicina pela UFRGS.
  • Cardiologista e Ecocardiografista. Santa Casa de Porto Alegre.
  • Pós-graduação em Medicina do Esporte e do Exercício.
  • Corredor amador.

Comentários!

Comentários

Seja o primeiro a comentar! : )

Veja também

PAPO DE PROFISSA: Cada indivíduo tem uma constituição fisiológica única27/04Cabe ao treinador esportivo individualizar ao máximo o treinamento de seus atletas O treinamento esportivo é regido por princípios que objetivam promover de forma segura a melhora da performance dos atletas. Hoje vamos abordar o princípio da individualidade biológica. Este princípio preleciona que cada indivíduo tem uma constituição fisiológica e psíquica única. Em decorrência disso, cada indivíduo......
Perda de peso: quantos minutos devo correr?18/01/19 Qual é o tempo mínimo que devemos correr para que o treino tenha efeito na perda de peso? Quantas vezes por semana devo me exercitar? Qual é a velocidade mais indicada para correr? Estas são perguntas comuns para quem está......
PAPO DE PROFISSA: Exercícios na forma livre, são mais eficientes, saiba por quê?20/04A ciência comprova: exercícios na forma livre, sem uso de aparelhos, são mais eficientes. Exercícios livres são exercícios multiarticulares (exercícios que movimentam mais de uma articulação quando executados). Os exercícios livres contam com respaldo de pesquisas recentes que confirmam sua......

Voltar para Blog

  • Vidas Corridas -